O que é a endometriose e como tratar?

A endometriose é uma das doenças que mais afeta mulheres entre 25 e 35 anos no Brasil. Trata-se de uma doença que traz consigo diversos sintomas extremamente incômodos e que diminui consideravelmente a qualidade de vida das mulheres portadoras desse quadro. Confira nesse artigo algumas informações sobre a endometriose e sobre como tratar a doença. 

O que é endometriose?

A endometriose é uma condição que atinge diversas mulheres no Brasil. Atualmente, embora seja possível encontrar casos em adolescentes e mulheres mais velhas, a maior incidência da doença está em mulheres entre 25 e 35 anos. 

A doença acontece devido a células do endométrio que se grudam e multiplicam fora do próprio endométrio. Isso acontece devido a descamação do endométrio, que acontece no período menstrual. 

Durante a menstruação, o sangue que será expulso do corpo carrega consigo o endométrio descamado. Essas células descamadas podem se grudar a outro local como a parede do útero. Lá, ela passa a se multiplicar e se comportar de modo a criar um novo tecido, porém fora de seu local normal. Esse tecido é o que define a endometriose, uma vez que, fora de seu local correto, ele causa uma série de incômodos para as mulheres. 

Quais os principais sintomas da endometriose?

Quem sofre de endometriose costuma perceber uma série de sintomas bastante comuns à doença. Dentre esses sintomas estão cólicas muito fortes e dores durante a relação sexual. Além disso, também podem sentir dores ao evacuar e urinar. Nos casos mais graves a endometriose pode causar até mesmo infertilidade. 

Como tratar a endometriose?

O tratamento para a endometriose depende de uma série de fatores atrelados à paciente. Dentre eles: a idade, qual a gravidade do quadro, em que local exatamente o novo tecido se encontra, e o desejo da mulher de ter filhos. 

Após uma análise adequada do quadro é que o médio passará pensar em como tratar a endometriose levando em consideração as especificidades da paciente. 

Embora a endometriose não tenha cura, os tratamentos que são destinados a esse quadro costumam resolver muito bem o problema e aliviar grande parte dos sintomas. 

Atualmente, é possível tratar o quadro com medicações específicas e até mesmo com o uso de alguns tipos de anticoncepcionais. Para quadros mais graves, é possível fazer cirurgia para a retirada do endométrio. 

Casos que estão no limite das complicações podem exigir uma medida um pouco mais extrema que seria a retirada dos dois ovários. 

Para ajudar a diminuir os sintomas da endometriose no dia a a dia, a prática frequente de exercícios físicos e a boa alimentação serão cruciais. Além disso, no momento da dor, banhos quentes e bolsas de água quente na região auxiliam na diminuição da dor. 

Se você possui algum dos sintomas citados acima, e principalmente se você está entre 25 e 35 anos, é importante procurar um médico o quanto antes. Quando a doença é diagnosticada cedo, a chance de controlá-la de modo que ela não interfira na sua qualidade de vida é bastante grande. Não deixe de procurar um médico, somente um profissional poderá fazer o diagnóstico correto e prescrever o tratamento mais adequado para o seu caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *