Vacinação contra a gripe: entenda melhor!

Mulher sendo vacinada no braço

Desde meados de abril até o final de maio, o assunto que mais percorre a mídia é a vacinação contra a gripe. Apesar de tanta divulgação sobre a campanha, diversas pessoas ainda possuem dúvidas e não se deslocam até o posto de saúde para que a mesma seja tomada.

A vacina tríplice contra a Influenza H1N1, Influenza A H3N2 e a Influenza B propõe a imunização de todas as faixas de idade para as presentes doenças que possam chegar na entrada do inverno.

Segundo dados fornecidos pelo Governo Federal, a expectativa é que mais de 58,6 milhões de pessoas de todo o Brasil e de todas as faixas de idade sejam imunizadas contra a doença. Além disso, a vacina desse ano (2019) trouxe novidades um tanto quanto positivas se comparada à do ano anterior (2018). Algumas dessas novidades são a inclusão de crianças com até 6 anos de idade, a inclusão de pessoas com imunossupressão e a mudança na fórmula, permitindo que as pessoas que possuem alergia do ovo também possam tomar a vacina.

Tem dúvidas sobre a vacina? Nós esclarecemos para você!

Ter o pé atrás em relação a algo novo é normal! Por isso, abaixo você poderá conferir as respostas para as mais frequentes dúvidas sobre a vacina.

Qual é o grupo prioritário?

O grupo se resume a crianças de 6 meses a 6 anos incompletos, gestantes e puérperas até 45 dias, idosos, profissionais da saúde e da educação, pessoas com doenças crônicas, funcionários de sistemas prisionais bem como pessoas privadas de liberdade e adolescentes entre 12 e 21 anos que se encontrem sob medidas socioeducativas.

Se a vacina foi tomada, é possível pegar gripe mesmo assim?

Sim! Contudo, o vírus não será nenhum daqueles aos quais a vacina está proporcionando a imunidade. Vale lembrar que os vírus-alvo da vacina são os mais perigosos.

O efeito da vacina é imediato?

Não! A vacina demora cerca de 15 dias para fazer seu efeito completo e esse é um dos motivos que faz com que a campanha para a vacinação seja lançada bem antes do inverno.

Não está no grupo prioritário? Você pode procurar outra opção!

 Existem diversas clínicas espalhadas por todo o Brasil que fazem a venda das doses da vacina contra a gripe. O valor, em grande parte das cidades, varia entre R$100,00 e R$200,00.

É possível que ocorra reações?

Dados afirmam que apenas 1% das pessoas imunizadas sentem algumas reações, como dores no corpo, nas articulações e uma leve cefaleia. Contudo, a maior parte das vezes isso ocorre com quem está tomando ainda a sua primeira dose da vacina. Para quem apresenta os sintomas, os mesmos tendem a desaparecer dentro de 48 horas.

Inverno chegando, cuidado redobrado!

Não é apenas a gripe que pode vir dar um alô nessa mudança de clima! Outras doenças que envolvem o nariz, garganta e afins também podem ser diagnosticadas com mais facilidade nessa época do ano. Otorrinolaringologistas do Hospital Otorrino de Brasília afirmam que doenças como a faringite costumam atingir mais os pacientes nos períodos de frio mais rigoroso. Por isso, é importante que, além de se imunizar contra a gripe, você também tome cuidado redobrado com as outras doenças que podem vir a aparecer. Caso perceba alguma anormalidade em sua saúde, procure pelo hospital mais próximo!

Enfim, preservar sua saúde e manter sua vacinação em dia é essencial para que você tenha uma vida. Aproveite mais esses dias do mês de maio para se precaver de todas as doenças e passar por esse inverno de forma tranquila.